segunda-feira, janeiro 31, 2011

Transformação

Agente sempre sabe quando alguma coisa vai acontecer, o coração parece ficar inquieto, Deus parece está avisando.
Surpresa, nenhuma. O sol não apareceu, a chuva desceu, e todos sumiram. Tô sozinha, abandonada, com alguns, digamos que, anjos, a me iluminar.
Obrigada, eles fizeram da escuridão a luz, da chuva o sol.

sábado, janeiro 29, 2011

A gente.

As vezes, na vida da gente. A gente tenta mostrar que somos muito bons, muito lindos, muito perfeitos. Dizemos e provamos, que podemos e acontecemos.
Compramos, usamos, mostramos e jogamos fora. Tiramos, aquela velha 'onda', e todos tem inveja de nós.
As vezes, tem tanta gente perto da gente, que a gente, simplesmente, esquece
de ser
a gente.

quinta-feira, janeiro 27, 2011

amor, cadê ?

Não tente entender, eu sei que você não seria capaz. E não diga que entendeu, pois sei que é mentira. Não diga que me entende, pois não entende. Não diga que sabe o que é passar por isso, pois você não sabe. Não diga que está comigo, pois você não está. Não mande eu sorrir dizendo que é bobagem, pois para mim não é. Não diga que ninguém vai ligar, pois eu vou. Não, você não sabe, não entende, não imagina. Você nunca foi e nunca será uma garota que não acredita mais no amor.

Magia do sorriso

Quando eu pensei, que não tinha mas um motivo para sorrir. Eu vi, que a vida é um mar de ondas grandes. E pra quem não sabe navegar, só resta ficar na beirinha. Mas não, eu tive coragem, eu aprendi a sorrir das tristezas. Eu aprendi, que rir da tudo, é o melhor remédio. Que fazer piada das situações ruins te faz mais forte. E que, tudo na vida passa !

Acredite em você, na magia do sorriso, e que a vida é feita de surpresas. E principalmente, que tudo passa. Que nem sempre o final é feliz, mas que sempre é o melhor.

Sorria, viva, supere !

terça-feira, janeiro 25, 2011

Não quero entender

Admito, em meio à lágrimas, sorrisos, animo e alterações de humor. Sobrevive a Camila. Meu bem meio mal, meio viva. Sabe, eu realmente fiquei sem chão. Mas por poucos instantes apenas.
Hoje estou bem, nenhuma lágrima. Apenas aquela estranha sensação de que vai piorar. Mas hoje não importa mais, chega de sofrer.
Você está quase indo, mas pode voltar a qualquer momento. Temos que admitir, nossa relação era só fachada. Existia amor, isso é óbvil. Mas não presença, atenção.
Hoje eu vejo, o quanto poderia ser diferente, o quanto faz falta. Quantas noites sem dormir poderiam ser evitadas. Hoje de nada mais adianta.
Só sonhar [inutilmente] com um FINAL FELIZ.

terça-feira, janeiro 18, 2011

amanhã

Depois de tanto tempo, vou na sua casa mais uma vez amanhã. Não sei o que fazer, o que falar. Não sei como vai ser. Não sei se irei ficar triste ou feliz. Estou ansiosa, não consigo dormir. Fico imaginando como vai ser, e as vezes me desespero. Esperanças ainda existem, e as vezes me fazem mal. Sinto até arrepios sabe. É que depois, de quase desisti, eu lembrei, e percebi, que tenho que aproveitar o tempo que tenho com você enquanto você está, ou melhor, pode está comigo. Amanhã, vai ser, nem sei o que vai ser. Espero que corra tudo bem, que dê tudo certo.

segunda-feira, janeiro 17, 2011

De nada vai adiantar ...

Eu estou te observando, te rotulando, digo até. Vendo como se comportar, de que você gosta, e o que pensa sobre mim. Eu apenas te olho, tento descobrir como você se comportaria comigo na sua frente. Eu pergunto e espero certas respostas, você me surpreende. Tento mostrar frieza, as vezes é quase impossível. Tenho várias risadas com você. Agente acaba se conhecendo, e se identificando muito um com o outro. Mas não se esqueça, eu posso chegar e partir a qualquer momento, posso querer e desistir de uma hora para outra. Posso querer estar, e simplesmente, cansar de você a hora que me bem entender. Não se encante, não se apaixone, não sonhe, não imagine, não queira, não deseje, apenas me olhe!

domingo, janeiro 16, 2011

Hoje não.

Amanhã eu fico triste .. amanhã!
Hoje não, hoje fico alegre!
E todos os dias, por mais amargos
que sejam, eu digo:
Amanhã fico triste .. Hoje não!

- Poema encontrado na parede de um dos dormitórios do campo de extermínio nazista de Auschwitz.

vodka e um namorado.

oi. eu queria me sentir bem. queria poder dizer que estou feliz. quem sabe uma dose de vodka não resolva isso tudo. ou então, um namorado novo. ou melhor, um namorado. pode ser também, um pouco de atenção vindo de qualquer pessoa. um, você tá bem? que veio do nada. um abraço molhado, um sorriso espontâneo. um, beijo na bochecha. guerra de travesseiros, muita pipoca nos ares e um filme de adolescentes na tv, também não cairia mal. ou até, um sorvete na praça da cidade, com todos olhando, como de costume. digo que qualquer coisa seria boa, qualquer sinal de carinho, de importância. até mesmo, um telefonema. horas no telefone, para botar o papo em dia, é muito empolgante também. acho que estou, um tanto quanto carente, um pouco sozinha, e muito deprecia. e se isso não for, o que estou pensando que é, só pode ser mais uma coisa, solidão! mas como estar sozinha, se tenho meus... meus amigos? cadê eles afinal. acho que amigo, é pra ser A M I G O, e só. independente do que acontece, é pra estar junto, pra se preocupar, pra rir, chorar e tudo mais. é pra estar presente. é pra simplesmente, está ali, entende? mas em fim, já abri minha garrafa de vodka, e meu 'namorado', se assim posso chamar meu par dessa noite, está me esperando, para sairmos, e curtir a vida. ou essa noite, ou até que o efeito do álcool acabe.

sábado, janeiro 15, 2011

Prossiga

Agente sempre procura aquela coisa perfeita, a ilusão maior, um amor de novela. Sendo que, o perfeito estraga, e vivemos a vida real. As vezes, mostrar um sorriso quando se tem vontade de uma lágrima, é sinal de que você ainda tem esperanças.

Não é quanto você consegue bater, a questão é quanto você aguenta apanhar e seguir em frente !

quarta-feira, janeiro 12, 2011

;*

buenas noches ;*

Viemos a esse mundo com a missão de satisfazer o lixo racional, pois nos importarmos com a crueldade e apontamos e rimos da sua blenorragia crônica, suas rugas escondidas na maquiagem, sua fama estendida na sargeta e seu preço desvalorizado no mundo. Estamos tão vadias agora que não cabemos dentro de nós mesmas. Prepare-se em um delírio mortal, as reais serpentes finalmente retornam ao prostíbulo venenoso. Soletre conosco a palavra que assustai-vos: GAROTA VENENO.

segunda-feira, janeiro 10, 2011

Meu ser

Hoje o sol apareceu brilhando um pouco mais. Parecendo até, que sorrindo pra mim.
A vontade de sair de casa, para qualquer lugar, era enorme. Eu não queria me importar com ninguém.
Queria respirar o meu ar, dar uma passada no meu planeta.
Ligar o som alto, fechar o msn. Sorrir e tirar fotos loucas. Queria viver a minha vida.
Aquela que eu sonhei pra mim. A sem pessoas, sem nada que me incomodasse. Queria
Ser feliz. Cantar minha musica preferia, comer um pote enorme de sorvete de abacaxi.
Olhar as pessoas, e seus hábitos estranhos. Rir um pouco das burradas que já fiz.
Refletir sobre a vida. Dá um oi, pra felicidade. E voltar, a ser, quem eu gosto de ser.

domingo, janeiro 09, 2011

É dom....


Bom, nós escritores ( se é que posso me considerar uma ) temos realmente, uma mente fantasiosa, e (no meu caso) sentimos tudo exageradamente, pelo menos as coisas relacionadas ao coração. E temos, um grandioso dom, o de criar histórias, de conseguir fugir dessa grande vida monótona. Tentamos, simplesmente, escrever o que queríamos que foce verdade, ou apenas, engrandecemos o que sentimos. Em fim, o que quero dizer, na verdade, é que.... nem todos dos textos, são verídicos, porque, se formos pensarmos, se tudo foce realidade, o mundo seria muito ruim, dramático, doloroso.

Um grande, PARABÉNS, os escritores históricos!

Rapte-me

As estrelas brilham como todas as noites, as pessoas se divertem, todos conversam, riem. Mas você, você só consegue ver aquela pessoa, você quase que respira porque quer que ela te note, você tenta chamar atenção de todas as maneiras, você até se atrapalha, e isso tudo para receber apenas um olhar. Você nem presta atenção no que as pessoas dizem, parece que você se desliga, e só vê ele. Seu coração dispara, te falta o ar. E por um instante de sanidade, se dá um tapa na cara, e diz : PORRA, ELE NÃO MERECE VOCÊ!! ... e esquece tudo o que se passou aquela noite.

sexta-feira, janeiro 07, 2011

Jogo da vida

As vezes a ficha cai fácil, as vezes demora... Mas tem hora, que não adianta negar, fingir ou esconder, nada é mais como antes. O coelhinho da páscoa, papai noel, não vão mais trazer coisas boas, o bicho papão não é mais tão assustador, o escorregador do parquinho já não é mais tão alto, as bonecas não mais servem de companhia. Doces, balas e pirulitos, já não servem mais para adoçar a vida. Um beijinho não sara mais um machucado. Não adianta mais pedir desculpas, pois se erra e é julgado. Você já não é mais a princesinha do papai. Não é mais a neta preferida do vovô. Não pode mais fazer pirraça e todos acharem bonitinho. Não é mais tão fofa, tão feliz e tão injenua. Os palhaços não assustam, as histórias para dormir não funcionam mais. A vida passar a ser de verdade, os medos, os problemas, as dúvidas. Tudo vira de verdade, e até parece um jogo.

Não julgais.

Eu já devia ter imaginado, alguém iria falar algo. Podia ser qualquer pessoa, mas logo ele? Mas também, quem me conhece como ele? Podem até conhecer, mas vi, consegui ler os olhos dele, e sabia que algo não estava certo. Então, ele disse. ' Você mudou ' - ' Mas como assim, mudei? ' - Mudou, e só. Algum tempo depois, não segurando minha ansiedade, sentei para conversar. Ele simplesmente, olhou nos meu olhos, e disse que havia mudado, pra pior. Meu Deus, meu Deus. MEU DEUS, MEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEU DEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEUS!! Não dá, para ignorar isso tudo, é impossível. Mas ninguém vê, pelo o que eu passei, tantos tapas na cara, da vida, das pessoas, me fizeram como sou hoje, me fizeram assim. Não culpo nada, não culpo ninguém, mas para os que me julgam, que tal assumir minha vida, minhas responsabilidades, e minhas dores?

quarta-feira, janeiro 05, 2011

Nas sombras

Outra cidade, outras pessoas, outras coisas. A mesma mesmice, os mesmo pensamentos mesquinhos, a mesma friesa, a mesma falta de educação. A mesma vida monotóma. Carros, pessoas, barulhos. Sempre a mesma frase ecoava em minha cabeça, cadê as pessoas de verdade, não as máquinas que a sociedade criou, as pessoas! Que riem, choram, dão BOM DIA, são um mínimo educadas. Tô é de saco cheio desse mundo cruel que vivemos, e você?

terça-feira, janeiro 04, 2011

Revolução

Ontem uma menininha, estava com medo de dormir em seu quarto sozinha. Eu perguntei a ela, de que realmente ela tinha medo, ela disse que do escuro. Ai perguntou de que eu tinha medo, eu disse que tinha medo, de altura. Coisa que não é verdade, mas disse apenas para ela se sentir confiante. A verdade, é que não sei de que eu tenho medo, ou na verdade sei, eu tenho medo de mim. Não de mim, mas dos meus pensamentos, do que eu penso sobre as pessoas, do que eu tenho vontade. Acho isso tudo o tanto quanto assustador, confuso. Para tentar, amenizar, um pouco de meus pensamentos ruins, eu mudei.

Andam dizendo por ai, que eu mudei. Que não sou mais como era antes, que não digo mais aquele velho e falso eu te amo, que não sou mais tão carinhosa, meiga, e dócil. Dizem que passei a ser mais ignorante, irônica, dissimulada, pessimista, manipuladora, calculista, fria e sem sentimentos. Dizem que acho graça de tudo, que não demonstro meus sentimentos, que adoro ver o mal das pessoas. Falam que sou 'vacilona' , que 'zou' de todo mundo, com todo mundo. Mas ai, a vida não é para de viver, não é pra se feliz ? Eu cansei de alertar os outros sobre os mal do mundo, e hoje, posso ser considerada um deles. Mas pouco isso me importa, eu sei, que muitas pessoas me conhecem de verdade, e sabem, que na verdade, eu não sou assim!

"Ando devagar, porque já tive pressa, e levo esse sorriso, porque já chorei demais! "

segunda-feira, janeiro 03, 2011

Uma semana depois ...

Quanto tempo, senti saudades.

Eu realmente não sei o verdadeiro motivo que me fez ficar essa longa semana sem vir aqui postar, uma coisa eu sei, por preguiça não foi, pois tenho diversas coisa, que escrevi durante essa semana, e por falta, acho que de coragem, não postei. Mas hoje, hoje eu acordei com um pouco mais de coragem, e menos vergonha na cara, e sim, irei dizer tudo o que sinto, o que tenho vontade, o que eu quero! Pois afinal, o blog é meu, e lê quem quer, ou não aguenta a curiosidade ;)

E pra quem tem a minha verdade, sabe que na verdade, eu queria estar com você, apesar de serem poucas as pessoas que sabem disso. Na verdade, eu ainda amo você, eu sinto saudades, eu queria você aqui. Eu me arrependo do maldito trote, eu queria escutar All Star mais uma vez, eu queria ter a minha parceira de volta, eu sinto falta de ter sua presença, e o que você representava aqui perto de mim. Eu digo que não, mas já me enlouqueci pelo seu simples olhar. Eu sinto ciúmes de você, eu queria ser chamada por aquele velho apelido, eu quero a minha anja de volta, quero chorar mais vezes no colo da minha vó, quero aprontar mais com a minha parceira. Em fim, sinto falta de muitas coisas, e por hoje, só hoje, admito isso. Quem sabe amanhã, eu diga que não passou de um momento de fraqueza, mas não, hoje, eu admito, sinto saudade, falta. É gente, então por hoje, é isso tudo. Meu mero desabafo, minha vontade.

" Se eu pedir, cê volta ? "