sábado, julho 10, 2010

tem um dia

Tem um dia, que agente vê, que é à hora de amadurecer, hora de crescer, de parar com certas atitudes, hora se ligar, e notar , que enquanto estamos com a cabeça no travesseiro , há milhares de milhões de pessoas , acordando , lutando , chorando , morrendo. Sim, nos somos vencedores, pelo simples fato de poder respirar, quantas pessoas lá fora, nem se quer tem este privilégio, e SIM mais ainda , quando olhamos a nossa volta , e podemos dizer, “nossa, como eu estou em uma situação melhor do que eles”, sinceramente? Somo um bando de pessoas inúteis que se quer, agradece a Deus tudo o que tem. Não julgo você não, EU me julgo , e admito , sou falha, erro, faço coisas imperdoáveis, magôo pessoas que não necessitariam de me ver errar, enfim, sou como todo e qualquer ser humano da face da terra comete erros, choro, grito fica indeciso, sinto saudades do abraço da minha mãe. Nada é como agente deseja, absolutamente nada, e quando é, é porque alguém se esforçou tanto, mais tanto para tudo estar da nossa maneira, e nós? Ao menos sabemos dizer um MUITO OBRIGADO, verdadeiro. Ai Deus, como eu queria poder voltar atrás, como eu queria apagar palavras que eu já disse como eu queria não ter feito coisas que eu fiz. Acho que, acho nada, realmente, não sei o porquê de estar escrevendo isso, não sei a razão de estar me abrindo assim com um computador. É querido amigo computador, você foi o que me restou nesta sexta-feira fria e dolorosa, meus amigos? Há cada um arrumou uma coisa melhor para fazer, algo melhor do que se preocupar comigo. Minha amigas? Esqueceu-se de mim, uma em cada canto, uma com outra amiga. E eu aqui, chorando e escrevendo em uma bosta de computador. Acho que isso tudo é desejo reprimido, é falta, é saudade, é apego , é magoa , é dor. E tudo e muito mais, e falta de paz. Tá tudo sem sentido, ta sem gosto viver, sem vontade até, para sorrir. Às vezes da vontade de fugir, para um lugar desconhecido por todos, para um lugar que ninguém conheça. Fugir das pessoas, fugirem da sociedade sem escrúpulos, fugir dos amores, das lagrimas, fugir do sofrimento. Fugir de tudo, fugir de nada, fugir da vida. Desistir da busca incansável e inútil pela felicidade, afinal, ser feliz pra que? Pra um belo dia, vim uma linda pessoa, e estragar tudo, para quando você achar que esta no auge da sua felicidade, e de repente, meio que sem motivo, você cair, mais cair tão feio, que não consegue mais se levantar, e se depara no fundo do poço. Infelizmente , da mesma maneira que estou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário