sexta-feira, janeiro 07, 2011

Jogo da vida

As vezes a ficha cai fácil, as vezes demora... Mas tem hora, que não adianta negar, fingir ou esconder, nada é mais como antes. O coelhinho da páscoa, papai noel, não vão mais trazer coisas boas, o bicho papão não é mais tão assustador, o escorregador do parquinho já não é mais tão alto, as bonecas não mais servem de companhia. Doces, balas e pirulitos, já não servem mais para adoçar a vida. Um beijinho não sara mais um machucado. Não adianta mais pedir desculpas, pois se erra e é julgado. Você já não é mais a princesinha do papai. Não é mais a neta preferida do vovô. Não pode mais fazer pirraça e todos acharem bonitinho. Não é mais tão fofa, tão feliz e tão injenua. Os palhaços não assustam, as histórias para dormir não funcionam mais. A vida passar a ser de verdade, os medos, os problemas, as dúvidas. Tudo vira de verdade, e até parece um jogo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário