sexta-feira, janeiro 07, 2011

Não julgais.

Eu já devia ter imaginado, alguém iria falar algo. Podia ser qualquer pessoa, mas logo ele? Mas também, quem me conhece como ele? Podem até conhecer, mas vi, consegui ler os olhos dele, e sabia que algo não estava certo. Então, ele disse. ' Você mudou ' - ' Mas como assim, mudei? ' - Mudou, e só. Algum tempo depois, não segurando minha ansiedade, sentei para conversar. Ele simplesmente, olhou nos meu olhos, e disse que havia mudado, pra pior. Meu Deus, meu Deus. MEU DEUS, MEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEU DEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEUS!! Não dá, para ignorar isso tudo, é impossível. Mas ninguém vê, pelo o que eu passei, tantos tapas na cara, da vida, das pessoas, me fizeram como sou hoje, me fizeram assim. Não culpo nada, não culpo ninguém, mas para os que me julgam, que tal assumir minha vida, minhas responsabilidades, e minhas dores?

Nenhum comentário:

Postar um comentário